"As palavras voam,os escritos permanecem!"

Ciro di Verbena

BEM-VINDO AO MEU MUNDO

 

    Devo aqui confessar que muitas vezes tentei decifrar minha alma procurando insistentemente  entender e aceitar minha maneira de enxergar o mundo ao meu redor... Pobre de mim que não sabia, poeta que sou, que essa ânsia tamanha de sorver da vida o máximo de sonho e de magia, quando muitos entendiam como loucura e excentricidade mórbida, na verdade era meu estro de poeta, vulcão de sentimentos a eclodir poesia; Cá estou então, sem saber se por castigo ou um premio  do destino, cumprindo a minha sina de Poeta! No mais, vou  muito bem, obrigado !

Sem Juízo

 

Ah! Quem há de mostrar as inverdades

Que a tolice de amar no olhar descreve

Se nem mesmo a razão jamais se atreve

A afogar a paixão na realidade?

 

Quem poderá dizer como a saudade

Faz um sonho de amor, que é pluma leve,

Transformar-se em vulcão que pulsa e ferve,

Quando o adeus vem bramindo crueldade?

 

Ninguém pode do amor cantar virtudes

Nem pecados mortais na plenitude

Do sorriso na face dos amantes...

 

Só quem ama visita o paraíso,

Canta e dança feliz, perde o juízo;

Faz da vida um bailado alucinante!

Ciro di Verbena

Andanças

 

Deixa que eu cante meus versos de amor

Quando a tristeza envolver minha vida,

Livre do medo, liberto da dor,

Deixa a ilusão me mostrar a saída...

 

Deixa que eu sinta o prazer, o calor,

Que hoje lá fora a paixão me convida;

Posso sonhar, seja o sonho que for,

Pouco me importa a aflição da partida!

 

Enquanto sonho eu tiver, serei livre,

E os desamores terríveis que tive

Fenecerão para sempre em lembranças...

 

E dos meus versos virá à canção

Puros encantos e o meu coração

Renascerá para novas andanças!

Ciro di Verbena

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-youtube